Feb 122006
 

Uma das pautas sugeridas para a Contracampo em 2006 envolve estas duas palavras mágicas: John Ford. É uma pauta possível, mas longe de estar confirmada. Até porque ela precisa ser muito bem elaborada. Enfim, mandem e-mails para a Contracampo exigindo a pauta John Ford. Vamos ver se ela sai ainda este ano. Eu inclusive já tenho textos engatilhados para ela: a presença de Abraham Lincoln no imaginário fordiano e a comparação entre os “projetos” (falta [...Continua...]

Feb 122006
 

Há pessoas que, nas férias, viajam para a Disneyworld. Outras preferem um tour pela Europa, atravessando o continente em 10 dias (não seria melhor apenas, por exemplo, ir para Paris, ao invés de quicar de lá para cá?). Quem sabe ver o sol nascer mais cedo, no Japão. Ou visitar as pirâmides e o Vale dos Reis. Ou a Broadway e Times Square. Eu não. O lugar que eu realmente morro de vontade de conhecer [...Continua...]

Feb 122006
 

Não sei se alguém mais já teve o desprazer de assistir ao trailer de Mulheres do Brasil. Cinco histórias que se entrecruzam, de cinco mulheres de cinco estados diferentes. Amores, alegrias, sofrimentos, etc. Clichê do clichê. Colocar na tela as diversas faces da mulher brasileira… eu hein. E pior de tudo: o filme é dirigido por uma mulher e produzido por outra mulher. Diabos, será que a revolução sexual só serviu para democratizar a mediocridade? [...Continua...]

Feb 112006
 

Johnny Cash conheceu June Carter em 1955. Durante 13 anos – TREZE – ele insistiu, insistiu e insistiu, até que ela finalmente aceitasse se casar. Inacreditáveis 40 pedidos depois, June disse “ok” no meio de um show, quando Cash parou de cantar e fez a proposta, observado por milhares de pessoas. O cara é meu ídolo. A página oficial dele é http://www.johnnycash.com, onde o visitante é recebido com música de primeira. Quanto ao filme, bem… [...Continua...]

Feb 112006
 

Imagine me and you, I do I think about you day and night It’s only right To think about the girl you love And hold her tight So happy together If I should call you up Invest a dime And you say you belong to me And ease my mind Imagine how the world could be So very fine So happy together {Refrain} I can’t see me loving nobody but you For all my life [...Continua...]

Feb 092006
 

Para a próxima sessão DVD da Contra, tenho que escrever textos sobre: 1. O Diabo Disse Não (Lubitsch) 2. Carta de Uma Desconhecida (Ophüls) 3. King Kong (Cooper e Schoedsack – o DVD cheio de extras que Peter Jackson patrocinou). Além de Jackson, outros fãs do gorila: Arnaud Desplechin (para quem o Kong original está entre os melhores filmes já feitos) e John Landis. Landis, inclusive, dirigiu uma paródia / homenagem a King Kong chamada [...Continua...]

Feb 092006
 

Siempre que te pregunto Que, cuándo, cómo y dónde Tú siempre me respondes Quizás, quizás, quizás Y así pasan los días Y yo, desesperando Y tú, tú contestando Quizás, quizás, quizás Estás perdiendo el tiempo Pensando, pensando Por lo que más tú quieras ¿Hasta cuándo? ¿Hasta cuándo? Y así pasan los días Y yo, desesperando Y tú, tú contestando Quizás, quizás, quizás Estás perdiendo el tiempo Pensando, pensando Por lo que más tú quieras ¿Hasta [...Continua...]

Feb 062006
 

Antes tarde do que nunca: Semana passada, morreu Nam June Paik, aos 73 anos. Há dois ou três anos o CCBB trouxe a exposição Fluxus, com a qual pude travar contato com a obra de Paik. Na verdade, havia um fosse entre Paik e os demais artistas que aderiram ao Fluxus. Para mim, enquanto o coreano era maravilhoso, os demais eram um lixo só – e a senhora John Lennon se inclui entre eles. Lembro-me [...Continua...]