Feb 112012
 

Bateu saudade em Hollywood, que indicou três filmes que se passam na época do cinema mudo para o Oscar. Embora, claro, A Invenção de Hugo Cabret se utiliza da tecnologia 3D que James Cameron inventou para Avatar, O Artista conte com a feroz distribuição e o marketing dos irmãos Weinstein e Meia-Noite em Paris seja outra trip europeia de Woody Allen para, neste mundo globalizado do século XXI, financiar suas produções.

Sempre lamento quando deixam Clint Eastwood de fora. Mas Stephen Daldry não entrou na lista dos diretores (inacreditavelmente, pela primeira vez!). Quebrou-se um tabu. E, bom, Scorsese, Malick e Allen não se joga fora.

Breves pinceladas sobre todas as categorias, menos os documentários e os curtas, porque seria achismo demais.

Melhor filme

O Artista: Thomas Langmann
Os Descendentes: Jim Burke, Alexander Payne, Jim Taylor
Tão Forte e Tão Perto: Scott Rudin
Histórias Cruzadas: Brunson Green, Chris Columbus, Michael Barnathan
A Invenção de Hugo Cabret: Graham King, Martin Scorsese
Meia-Noite em Paris: Letty Aronson, Stephen Tenenbaum
O Homem Que Mudou o Jogo: Michael De Luca, Rachael Horovitz, Brad Pitt
A Árvore da Vida: Indicados a serem determinados
Cavalo de Guerra: Steven Spielberg, Kathleen Kennedy

Depois do Globo de Ouro e do PGA, O Artista é franco favorito – ainda mais porque simboliza como ninguém essa volta ao passado. Será o primeiro filme mudo a ganhar o Oscar desde Cimarron, em 1931. Cada vez menos chances para A Invenção de Hugo Cabret.

Melhor ator

Demián Bichir (A Better Life)
George Clooney (Os Descendentes)
Jean Dujardin (O Artista)
Gary Oldman (O Espião Que Sabia Demais)
Brad Pitt (O Homem Que Mudou o Jogo)

Jean Dujardin ganhou o SAG, mas que não se descarte George Clooney. Todos o amam.

Melhor atriz

Glenn Close (Albert Nobbs)
Viola Davis (Histórias Cruzadas)
Rooney Mara (Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres)
Meryl Streep (A Dama de Ferro)
Michelle Williams (Sete Dias com Marilyn)

Meryl Streep já quebrou o recorde de indicações faz tempo, mas vencer que é bom, nada. Viola Davis, principal adversária, levou o SAG. Acredito que o perfil Democrata da Academia pese na hora do voto: entre Margaret Tatcher e os Direitos Civis, para quem eles se inclinam?

Melhor ator coadjuvante

Kenneth Branagh (Sete Dias com Marilyn)
Jonah Hill (O Homem Que Mudou o Jogo)
Nick Nolte (Guerreiro)
Christopher Plummer (Toda Forma de Amor)
Max von Sydow (Tão Forte e Tão Perto)

Oscar conjunto da obra para… Christopher Plummer? Ou Max von Sydow? Dá até para considerar Nick Nolte, que está com 71 anos (acredite se quiser). Plummer tem a vantagem, mas a categoria proporciona surpresas de quando em quando.

Melhor atriz coadjuvante

Bérénice Bejo (O Artista)
Jessica Chastain (Histórias Cruzadas)
Melissa McCarthy (Missão Madrinha de Casamento)
Janet McTeer (Albert Nobbs)
Octavia Spencer (Histórias Cruzadas)

Octavia Spencer parece aposta bastante segura. Mas se o Oscar se enamorar por O Artista, dá Bejo.

Melhor diretor

Woody Allen (Meia-Noite em Paris)
Michel Hazanavicius (O Artista)
Terrence Malick (A Árvore da Vida)
Alexander Payne (Os Descendentes)
Martin Scorsese (A Invenção de Hugo Cabret)

Hazanavicius vingará o cinema universitário! Ganhou o Directors Guild e, se Tom Hooper lhe entregar o Oscar, teremos, no encontro, o símbolo máximo da mediocridade da festa em 2012. Ainda há chances para Scorsese, mas depois de Os Infiltrados, contentam-se em aplaudi-lo de pé. E pensar que esnobaram Eastwood e Spielberg.

Melhor roteiro original

O Artista: Michel Hazanavicius
Missão Madrinha de Casamento: Kristen Wiig, Annie Mumolo
Margin Call – O Dia Antes do Fim: J.C. Chandor
Meia-Noite em Paris: Woody Allen
A Separação: Asghar Farhadi

Disputa entre O Artista e Meia-Noite em Paris. Contudo, dois Oscars para o mediano (na melhor das hipóteses) Hazanavicius talvez seja demais até para a Academia. Nesse caso, dá Woody Allen, cujo filme pelo menos tem a vantagem dos diálogos!

Melhor roteiro adaptado

Os Descendentes: Alexander Payne, Nat Faxon, Jim Rash
A Invenção de Hugo Cabret: John Logan
Tudo pelo Poder: George Clooney, Grant Heslov, Beau Willimon
O Homem Que Mudou o Jogo: Steven Zaillian, Aaron Sorkin, Stan Chervin
O Espião Que Sabia Demais: Bridget O’Connor, Peter Straughan

Os Descendentes, barbada. Por mais que me doa.

Melhor animação

Um Gato em Paris: Alain Gagnol, Jean-Loup Felicioli
Chico & Rita: Fernando Trueba, Javier Mariscal
Kung Fu Panda 2: Jennifer Yuh
Gato de Botas: Chris Miller
Rango: Gore Verbinski

Rango, mas por falta de opção. Kung Fu Panda 2 e Gato de Botas são piadas de mau gosto. Chico & Rita talvez seja o melhor filme do Fernando Trueba, o que não diz rigorosamente nada. Mas a animação (tradicional) e a música são exuberantes.

Melhor filme estrangeiro

Rundskop: Michael R. Roskam (Bélgica)
Hearat Shulayim: Joseph Cedar (Israel)
In Darkness (2011): Agnieszka Holland (Polônia)
Monsieur Lazhar: Philippe Falardeau (Canadá)
A Separação: Asghar Farhadi (Irã)

Bom, em teoria, A Separação. Mas o filme com o perfil da categoria é Monsieur Lazhar. Não se surpreendam se vencer.

Melhor fotografia

O Artista: Guillaume Schiffman
Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres: Jeff Cronenweth
A Invenção de Hugo Cabret: Robert Richardson
A Árvore da Vida: Emmanuel Lubezki
Cavalo de Guerra: Janusz Kaminski

Temos que considerar qualquer filme de Terrence Malick favorito para o Oscar de fotografia (o ASC Awards sai hoje, aliás). Néstor Almendros ganhou, com Dias no Paraíso, mas John Tall perdeu com Além da Linha Vermelha – sem contar o próprio Lubezki com O Novo Mundo. Nos últimos anos, o filme mais visto levou: Avatar, A Origem. Caso se repita, o Oscar termina com Os Homens que Não Amavam as Mulheres.

Melhor montagem

O Artista: Anne-Sophie Bion, Michel Hazanavicius
Os Descendentes: Kevin Tent
Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres: Angus Wall, Kirk Baxter
A Invenção de Hugo Cabret: Thelma Schoonmaker
O Homem Que Mudou o Jogo: Christopher Tellefsen

O primeiro nome que vem à cabeça quando se fala em montagem? Telma Schoonmaker. E, ao contrário de Scorsese, não só a aplaudem de pé, como também a premiam.

Melhor direção de arte

O Artista: Laurence Bennett, Robert Gould
Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2: Stuart Craig, Stephenie McMillan
A Invenção de Hugo Cabret: Dante Ferretti, Francesca Lo Schiavo
Meia-Noite em Paris: Anne Seibel, Hélène Dubreuil
Cavalo de Guerra: Rick Carter, Lee Sandales

Outra barbada: Dante Ferretti e Francesca Lo Schiavo por A Invenção de Hugo Cabret, que venceu o prêmio do sindicato dos diretores de arte.

Melhores figurinos

Anônimo: Lisy Christl
O Artista: Mark Bridges
A Invenção de Hugo Cabret: Sandy Powell
Jane Eyre: Michael O’Connor
W.E. – O Romance do Século: Arianne Phillips

Geralmente, quanto mais antigo e quanto mais espalhafatoso, melhor. Anônimo se encaixa no perfil. Mas creio que a Academia quebrará a regra e premiará O Artista.

Melhor maquiagem

Albert Nobbs: Martial Corneville, Lynn Johnson, Matthew W. Mungle
Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2: Nick Dudman, Amanda Knight, Lisa Tomblin
A Dama de Ferro: Mark Coulier, J. Roy Helland

O Oscar de maquiagem pelo menos reconhece os esforços (quase US$ 10 bilhões em bilheteria) da franquia Harry Potter para o cinema.

Melhor trilha sonora

As Aventuras de Tintim: John Williams
O Artista: Ludovic Bource
A Invenção de Hugo Cabret: Howard Shore
O Espião Que Sabia Demais: Alberto Iglesias
Cavalo de Guerra: John Williams

O Artista, com novo paradigma para “trilha sonora onipresente”.

Melhor canção original

Os Muppets: Bret McKenzie (“Man or Muppet”)
Rio: Sergio Mendes, Carlinhos Brown, Siedah Garrett (“Real in Rio”)

Carlinhos Brown tem chances. E boas.

Melhor mixagem de som

Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres: David Parker, Michael Semanick, Ren Klyce, Bo Persson
A Invenção de Hugo Cabret: Tom Fleischman, John Midgley
O Homem Que Mudou o Jogo: Deb Adair, Ron Bochar, David Giammarco, Ed Novick
Transformers: O Lado Oculto da Lua: Greg P. Russell, Gary Summers, Jeffrey J. Haboush, Peter J. Devlin
Cavalo de Guerra: Gary Rydstrom, Andy Nelson, Tom Johnson, Stuart Wilson

Nunca aposte contra filmes de guerra. Ou contra cavalos.

Melhor edição de som

Drive: Lon Bender, Victor Ray Ennis
Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres: Ren Klyce
A Invenção de Hugo Cabret: Philip Stockton, Eugene Gearty
Transformers: O Lado Oculto da Lua: Ethan Van der Ryn, Erik Aadahl
Cavalo de Guerra: Richard Hymns, Gary Rydstrom

Nunca aposte contra filmes de guerra. Ou contra cavalos.

Melhores efeitos visuais

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2: Tim Burke, David Vickery, Greg Butler, John Richardson
A Invenção de Hugo Cabret: Robert Legato, Joss Williams, Ben Grossmann, Alex Henning
Gigantes de Aço: Erik Nash, John Rosengrant, Danny Gordon Taylor, Swen Gillberg
Planeta dos Macacos: A Origem: Joe Letteri, Dan Lemmon, R. Christopher White, Daniel Barrett
Transformers: O Lado Oculto da Lua: Scott Farrar, Scott Benza, Matthew E. Butler, John Frazier

Planeta dos Macacos: A Origem ganhou o prêmio do sindicato dos efeitos visuais. Favoritíssimo.

Melhor documentário

Hell and Back Again: Danfung Dennis, Mike Lerner
If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front: Marshall Curry, Sam Cullman
Paradise Lost 3: Purgatory: Joe Berlinger, Bruce Sinofsky
Pina: Wim Wenders, Gian-Piero Ringel
Undefeated: Daniel Lindsay, T.J. Martin, Rich Middlemas

Melhor documentário, curta-metragem

The Barber of Birmingham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement: Robin Fryday, Gail Dolgin
God Is the Bigger Elvis: Rebecca Cammisa, Julie Anderson
Incident in New Baghdad: James Spione
Saving Face: Daniel Junge, Sharmeen Obaid-Chinoy
The Tsunami and the Cherry Blossom: Lucy Walker, Kira Carstensen

Melhor curta-metragem de animação

Dimanche: Patrick Doyon
The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore: William Joyce, Brandon Oldenburg
La Luna: Enrico Casarosa
A Morning Stroll: Grant Orchard, Sue Goffe
Wild Life: Amanda Forbis, Wendy Tilby

Melhor curta-metragem

Pentecost: Peter McDonald
Raju: Max Zähle, Stefan Gieren
The Shore: Terry George, Oorlagh George
Time Freak: Andrew Bowler, Gigi Causey
Tuba Atlantic: Hallvar Witzø

Related Posts with Thumbnails

Related Images:

 Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>