Apr 262008
 


Em O Prazer, de Max Ophüls, Simone Simon diz mais ou menos o seguinte: “A vida é assim mesmo. Ricos comem salmão, pobrem comem sardinha!”.

Ironicamente, rico nasce filho de banqueiro e pobre, filho de bancário. Walter Salles se encaixa na primeira categoria, como herdeiro do Unibanco.

Walter Salles e Ricardo Rosset venceram a etapa da GT3 Brasil disputada em Curitiba. Eles pilotaram um Ford GT que, produzido entre 2003 e 2006, custa em média US$ 150 mil. O carro tem motor de 8 cilindros, 5.4 litros e 550 cavalos de potência, alcaçando 330 km/h de velocidade máxima.

O mantra fundamental da minha vida, que me mantém saudável, é “não sinta pena de quem possui mais dinheiro do que você”. Talvez por isso não leve o liberalismo a sério. Ou qualquer outra crença econômica, na verdade. Se podemos escrever sobre o amor, por que diabos tratar do mercado?
Que chatice.

De qualquer modo, Walter Salles acaba de ser indicado novamente à Palma de Ouro em Cannes por Linha de Passe (já o havia por Diários de Motocicleta). E também ganhou Berlim e o Globo de Ouro com Central do Brasil.

Mas tenho certeza, pelo resultado na GT3, que ele dirige bem melhor carros do que filmes!

Related Posts with Thumbnails

Related Images:

 Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>