Jan 012008
 

Por falar em Paranoid Park, conto o que aconteceu quando tentei baixá-lo pelo e-mule.

Na verdade, procurei dois filmes do Gus Van Sant: Last Days e Paranoid Park. Todos sabem, a esta altura do campeonato, que não gosto de Last Days. No entanto, à época do Festival do Rio, quando o vi pela única vez, eu estava no meio de um processo de dissolução afetiva que me fazia detestat tudo o que ela gostava.

Ou seja, Gus Van Sant.

Resolvi dar a segunda chance ao diretor de Drugstore Cowboy, Elefante, Garotos de Programa, Encontrando Forrester, Gênio Indomável – filmes de que gosto bastante.

Mas quem disse que achava Last Days na janela certa? Devo ter baixado 3 ou 4 versões do filme, todas em 1.85. E algumas, claro, dubladas em italiano – morte aos carcamanos dubladores do e-mule!

Acabei mesmo com Last Days em 1.85, na versão menos ruim disponível. Já com Paranoid Park, a busca foi bem curta. Assim que abri o primeiro e único arquivo que baixei, desisti.

Vejam: estava escrito PARANOID PARK, Gus Van Sant. Não havia erro, certo? Errado. Ao invés do filme que perdi no Festival do Rio (porque a sala do Estação Botafogo 1 comportava 8 credenciados, contra 40 que tentavam entrar), aparece um longa-metragem pornô… de travestis!

O que os americanos chamam de “she-male”. Nem o Gus Van Sant faria nada tão ousado!

PS: Deletei o filme.

Related Posts with Thumbnails

Related Images:

 Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>