Feb 292008
 

Em março a Cinemateca apresenta uma mostra de filmes brasileiros pouco vistos; desde obras não muito conhecidas de grandes cineastas como Nelson Pereira dos Santos, Leon Hirszman, Eduardo Escorel, Alex Viany, Eduardo Coutinho, Carlos Reichenbach, etc, até filmes jamais lançados comercialmente no país, como Hitler Terceiro Mundo de José Agripino de Paula e Nativa Solitária de Rômulo Person.

A retrospectiva traz obras únicas de diretores como Antunes Filho e Henfil, que só realizaram um filme na vida; uma das poucas ficções científicas feitas no país, Abrigo Nuclear de Roberto Pires; e alguns clássicos do cinema marginal, como A Sagrada Família de Sílvio Lanna, Crônica de Um Industrial de Luiz Rosemberg Filho, A Herança de Ozualdo Candeias, e o já citado Hitler Terceiro Mundo.

A mostra cobre desde o período silencioso até o final do século XX, com A Maldição de Sanpaku de José Joffily, primeiro filme realizado depois que o ex-presidente Fernando Collor provocou uma grande crise no setor cinematográfico brasileiro.

Muitas das produções programadas merecem ser redescobertas ou revistas.

sex 29 fev
18h30 Cinema brasileiro – lado B Insônia de Nelson Pereira dos Santos, Emmanuel Cavalcanti e Luís Paulino. Brasil, 1982. Com Nelson Dantas, Bete Mendes, Nádia Lippi. 103′.
>>Filme em três episódio baseado em conto homônimo de Graciliano Ramos.

sab 01
16h Cinema brasileiro – lado B Minas Texas de Carlos Alberto Prates Correia. Brasil, 1989. Com Andréa Beltrão, José Dumont, Tony Ramos. 75′.
>>No dia do casamento, noiva foge com quatro amigos. Filme ganhador de seis prêmios no Festival de Brasília.
18h Cinema brasileiro – lado B Janete de Chico Botelho. Brasil, 1983. Com Nice Marinelli, Lilian Lemmertz, Flávio Guarnieri. 95′.
>>Adolescente se prostitui muito cedo, é presa, foge, pega caronas em caminhões, até integrar o elenco de um circo. Música de Arrigo Barnané, interpretada por Caetano Veloso. Filme ganhador de dois prêmios no Festival de Gramado e dois prêmios no Festival de Brasília.

dom 02
16h Cinema brasileiro – lado B A Sagrada Família de Sílvio Lanna. Brasil, 1970. Com Paulo César Pereio, Nelson Vaz, Walda Maria Franqueira. 85′.
>>Uma família burguesa, ao longo de uma viagem, vai se livrando dos bens materiais e destecendo sua história.
18h Cinema brasileiro – lado B Vida de Artista de Haroldo Marinho Barbosa. Brasil, 1970. Com Pedro Bira, Tetê Medina, Márcia Rodrigues. 70′.
>>Estudante, combativo na luta política de 1968, vai viver numa pequena cidade do interior.

sex 07
18h30 Cinema brasileiro – lado B Audácia – A Fúria dos Desejos de Carlos Reichenbach e Antônio Lima. Brasil, 1970. Com José Mojica Marins, Júlia Miranda, Maurício do Vale.100′.
>>Metacinema em três episódios, ambientado em sets de filmagem.

sab 08
16h Cinema brasileiro – lado B Modelo 19 (O Amanhã Será Melhor) de Armando Couto. Brasil, 1957. Com Ilka Soares, Nino Cervi, Luigi Picchia e Waldemar Seyssel (Arrelia). 84′.
>>Cinco estrangeiros se mudam para o Brasil em busca de novas oportunidades de vida. Roteiro de Millor Fernandes.
18h Cinema brasileiro – lado B O ABC do Amor de Eduardo Coutinho, Rodolpho Kuhn e Helvio Soto. Brasil, Argentina e Chile, 1967. Com Vera Viana, Reginaldo Faria, Suzana Rinaldi. 100′.
>>Filme em três episódios co-produzido pelo Brasil, Argentina e Chile.

dom 09
16h Cinema brasileiro – lado B Tanga – Deu no New York Times de Henfil. Brasil, 1987. Com Rubens Correia, Elke Maravilha, Cristina Pereira. 90′.
>>Único filme dirigido pelo cartunista Henfil, que morreu sem ver seu filme entrar em cartaz. Ditador de uma república fictícia no Caribe recebe todos os dias um exemplar do New York Times, onde toma conhecimento dos acontecimentos do mundo.
18h Cinema brasileiro – lado B Finis Hominis de José Mojica Marins. Brasil, 1970. Com José Mojica Marins, Rosângela Maldonado, Roque Rodrigues. 79′.
>>Homem surge do mar completamente nu e caminha pela cidade causando espanto. Suas realizações fazem que a população o tomem como um novo Cristo. Filme no qual Mojica Marins abandona seu personagem do Zé do Caixão.

qui 13
18h30 Sala escura – Sessão latina Brascuba de Santiago Álvarez e Orlando Senna. Cuba/Brasil, 1987. Cópia em DVD.
>>Documentário realizado em co-produção entre Cuba e Brasil.

sex 14
18h30 Cinema brasileiro – lado B O Monstro de Santa Tereza de William Cobbett. Brasil, 1978. Com Luiz Armando Queiroz, Isolda Cresta, Zezé Macedo. 90′.
>>Dois namorados, funcionários públicos, acreditam ser uma barão e uma condessa. Ele mora num pequeno quarto em Santa Tereza, e tudo muda com a chegada da mãe dele da Bahia. A matriarca, descobrindo as loucuras do filho, se suicida.

sab 15
16h Cinema brasileiro – lado B A Derrota de Mário Fiorani. Brasil, 1966. Com Luiz Linhares, Glauce Rocha, Oduvaldo Vianna Filho. 80′.
>>Homem é aprisionado em um casarão e sofre maus tratos, no intuito de conseguirem valiosas informações.
18h Cinema brasileiro – lado B Hitler Terceiro Mundo de José Agripino de Paula. Brasil, 1968. Com Jô Soares, José Ramalho, Eugênio Kusnet. 90′.
>>Um clássico do cinema marginal, jamais lançado comercialmente, realizado no auge da repressão militar.

dom 16
16h Cinema brasileiro – lado B Compasso de Espera de Antunes Filho. Brasil, 1969. Com Zózimo Bulbul, Renée de Vielmond, Elida Palmer. 98′.
>>Único filme dirigido por Antunes Filho. Negro tem um relacionamento afetivo com a dona de uma agência de publicidade onde trabalha. Um dia ele conhece e se apaixona por uma mulher mais jovem.
18h Cinema brasileiro – lado B Abrigo Nuclear de Roberto Pires. Brasil, 1981. Com Norma Bengell, Conceição Senna, Sasso Alano. 86′.
>>Num futuro, onde a terra está contaminada por radiação nuclear, as pessoas vivem em um abrigo nuclear subterrâneo, para preservar o gênero humano.

sex 21
18h30 Cinema brasileiro – lado B A Noiva da Cidade de Alex Viany. Brasil, 1979. Com Elke Maravilha, Grande Otelo, Léa Garcia. 130′.
>>Último longa metragem de Alex Viany, com argumento de Humberto Mauro. Atriz de fama internacional retorna à sua pequena cidade natal.

sab 22
16h Cinema brasileiro – lado B Crônica de Um Industrial de Luiz Rosemberg Filho. Brasil, 1978. Com Renato Coutinho, Ana Maria Miranda, Wilson Grey. 87′.
>>Um empresário bem sucedido, que fora militante de esquerda na juventude, vive em um país fictício. O filme recebeu uma menção honrosa no Festival de Bangalore, na Índia, em 1980.
18h Cinema brasileiro – lado B Egungun de Carlos Brajsblat. Brasil, 1982. Documentário. 99′.
>>A vida de uma comunidade negra estabelecida na Ilha de Itaparica há 200 anos.

dom 23
16h Cinema brasileiro – lado B A Nativa Solitária de Rômulo Person. Brasil, 1953. Com Luz del Fuego. Complemento Tabu, uma lenda amazônica de Eurides Ramos. Com Felícitas. Brasil, 1954.
>>Filme jamais lançado comercialmente, meio ficção, meio documental, sobre a vida cotidiana na ilha de nudismo criada por Luz del Fuego.
18h Cinema brasileiro – lado B América do Sexo de Luiz Rosemberg Filho, Rubem Maia e Flávio Moreira da Costa. Brasil, 1969. Com José Celso Martinez Correa e Nildo Parente.
>>Comédia em quatro episódios que alude à época em que foi realizada, o pior momento da ditadura militar, depois do AI-5.

qui 27
18h30 Tela Brasilis e Nictheroy Cine Clube O Vale de João Moreira Salles. Brasil, 2000. Santa Cruz de João Moreira Salles. Brasil, 2000.
>>Dois documentários em média metragem de João Moreira Salles, o primeiro é sobre o Vale do Paraíba e o segundo sobre o nascimento de uma igreja pentecostal.

sex 28
18h30 Cinema brasileiro – lado B O Segredo do Corcunda de Alberto Traversa. Brasil, 1925. Com João Cypriano, Inocência Collado, Francisco Madrigano. 60′. Sessão com acompanhamento de piano ao vivo por Cadu.
>>Dois empregados de uma fazenda, são despedidos. Um deles salva a vida da filha do patrão e eles são readmitidos.

sab 29
16h Cinema brasileiro – lado B Em Cada Coração um Punhal de Sebastião de Souza, José Rubens Siqueira e João Batista de Andrade. Brasil, 1970. Com Etty Frazer, John Herbert, Rodrigo Santiago, Joana Fomm. 90′.
>>Filme de episódios. Experimentação com os elementos da cultura popular, como a canção Coração materno de Vicente Celestino adaptada lieteralmente.
18h Cinema brasileiro – lado B A Herança de Ozualdo Candeias. Brasil, 1971. Com David Cardoso, Bárbara Fázio, Agnaldo Rayol. 90′. Complemento – Robinson de Paulo Halm. Brasil, 1981. Com José Serra e Cadu Pereira.
>>Filme baseado em Hamlet de Shakespeare, com David Cardoso no papel título. O complemento é uma adaptação livre do Robinson Crusoe, realizada originalmente em Super 8.

dom 30
16h Cinema brasileiro – lado B A Maldição de Sanpaku de José Joffily. Brasil, 1992. Com Patrícia Pillar, Felipe Camargo, Roberto Bomtempo. 90′.
>>O filme demorou dois anos para ser realizado, com orçamento exíguo, sendo a primeira produção cinematográfica depois do desastre Collor. Contrabandista faz a linha São Paulo – Miami, com a ajuda de uma aeromoça.
18h Cinema brasileiro – lado B Maldita Coincidência de Sérgio Bianchi. Brasil, 1981. Com Sérgio Mamberti, Rodrigo Santiago, Maria Alice Vergueiro.
>>Numa antiga casa em São Paulo, seus proprietários recebem uma intimação para retirar o lixo do local. Primeiro longa metragem de Sérgio Bianchi.
Esta programação conta com cópias da Cinemateca do MAM e da Cinemateca Brasileira.

Related Posts with Thumbnails

Related Images:

 Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>