Aug 302010
 
Cine Maison - Robert Bresson

Ainda hoje, no Cine Maison, passam A Grande Testemunha e Lancelot du Lac, de Robert Bresson: Às 18h: A Grande Testemunha / Au Hasard Balthazard (França, 1966). P/B. Leg. Port. 35mm. 90′. Às 20h: Lancelot du Lac / Lancelot du Lac (França, 1974). Cores. Leg. Port. 35mm. 85′. Não lembro mais quantas vezes o Cine Maison exibiu A Grande Testemunha (quatro, cinco?). Mas sempre vale revê-lo. Lancelot du Lac é mais raro. Bresson volta à [...Continua...]

Jan 182010
 
Robert Bresson no Cine Maison

Duas obras-primas hoje, no Cine Maison: O Dinheiro, às 18h, e A Grande Testemunha, às 20h. Como A Grande Testemunha já passou nos cinemas (nem tão) recentemente, concentro-me em L’argent, último filme de Robert Bresson. Em L’argent, Bresson mostra como o dinheiro (o capitalismo, enfim) leva Yvon, através de circustâncias injustas, ao assassinato. Ou como o modo de produção que domina a sociedade contemporânea mata a pureza e a inocência do Homem (embora se baseie [...Continua...]

Jan 112010
 
Cine Maison - Jacques Doillon

Hoje, no Cine Maison, sessão dupla com Jacques Doillon: às 18h, O Primeiro a Chegar e, às 20h, A Puritana, com Sandrine Bonnaire, Michel Piccoli e Sabine Azéma. Jacques Doillon está ausente do circuito comercial desde Ponette (1996!). Seus dois últimos trabalhos, Raja e O Primeiro a Chegar, foram exibidos na Mostra São Paulo, e permaneceram inéditos no RJ. Não conheci Doillon através de Ponette, mas de retrospectiva do cineasta no TV5. O canal exibiu [...Continua...]

Aug 032009
 
Guédiguian no Cine Maison

Bola fora da assessoria de imprensa (ou de quem anunciou a sessão de hoje) do Cine Maison: os Guédiguian “inéditos” no Brasil já passaram, em 2005, durante a retrospectiva completa do cineasta no CCBB. A programação: 18h: Deus Vomita Covardes (Dieu Vomit les Tièdes), de Robert Guédiguian (França, 1989). Com Arian Ascaride, Jean-Pierre Darroussin. Cores. 95′. Leg. em port. 20h: O Dinheiro Traz a Felicidade (L’argent Fait le Bonheur), de Robert Guédiguian (França, 1993). Com [...Continua...]

Jul 132009
 
Renoir e Clair no Cinemaison

Pausa no Anima Mundi, hoje, para sessão imperdível no Cinemaison – que já aconteceu no Festival de Ouro Preto. Às 18h, passam Sur Un Air de Charleston (1927) e La Petite Marchande D’allumettes (1928), ambos de Jean Renoir, e Entr’acte (1924), de René Clair. Detalhe: com música ao vivo do grupo Double Cadence!, a la “cinema mudo”. Ainda não vi La Petite Marchande D’allumettes e Sur Un Air de Charleston, que traz Catherine Hessling, na [...Continua...]

Jun 152009
 
Jacques Tati no Cinemaison 2

Hoje, no Cinemaison, última parte da retrospectiva Jacques Tati. A programação: 18h O Carrossel da Esperança (Les Vacances de Monsieur Hulot, França, 1953), de Jacques Tati – 79 min + Escola de Carteiros (L’Ecole des Facteurs, França, 1947) de Jacques Tati – 15 min. 20h As Férias do Sr. Hulot (Les Vacances de Monsieur Hulot, França, 1953), de Jacques Tati – 74 min + Aula Noturna (Cours du Soir, França, 1967) de Nicolas Ribowsky – [...Continua...]

Jun 082009
 
Hou Hsiao-Hsien e Lamorisse no Cinemaison

Hoje, no Cinemaison, passa o lindíssimo A Viagem do Balão Vermelho, de Hou Hsiao-Hsien – em DVD. Eu tinha esperança de que, após o Festival do Rio, fosse para os cinemas, mas irá mesmo direto para Home Video. Pena – com tanta porcaria em cartaz! Depois, dose dupla de Albert Lamorisse: O Balão Vermelho (no qual Hsiao-Hsien se inspirou) e O Cavalo Branco. Ambos sobreviveram apenas uma semana no Unibanco Arteplex. Curiosidade: O Balão Vermelho [...Continua...]

May 252009
 
Jacques Tati

Para os que, como eu, não conseguiram entrar no CCBB durante a mostra O Mundo de Tati, nova chance no Cine Maison hoje: 18h – Playtime, de Jacques Tati. (França, 1967), 114 min, 35mm, legendas em português. 20h – Meu Tio, de Jacques Tati. (França, 1958), 110 min, 35mm, legendas em português. São cópias novas, que a Embaixada da França trouxe para o Brasil. Imperdíveis! (a menos que o cinema esteja lotado). Related Images:

Aug 012007
 

Na Maison de France, 6 de agosto (segunda-feira), homenagem a Michel Serrault: 18h – Cidadão Sob Custódia (Garde à Vue), 1981, de Claude Miller. 20h – Negócios à Parte (Rien Ne Va Plus), 1997, de Claude Chabrol. A Cinemateca do MAM poderia exibir Bergman e Antonioni também, para aproveitar. Só peço que variem o repertório, pois não agüento mais: a) Profissão Repórter, As Amigas e A Noite (Antonioni); b) Morangos Silvestres, O Sétimo Selo, Prisão [...Continua...]

Jul 222007
 

Na Maison de France, duas sessões duplas com Robert Bresson. Dia 23, amanhã, As Damas do Bosque de Boulogne, às 18h, seguido por O Processo de Joana D´Arc, às 20h. Na outra segunda-feira, dia 30, passam A Grande Testemunha, às 18h, e Mouchette, às 20h. É verdade que os quatro filme são habitués de mostras no RJ. Já perdi a conta de quantas vezes os vi no cinema. Mas são obras-primas que merecem a tela [...Continua...]