Mar 222006
 

Interessante o que acontece com Wild Blue Yonder, “documentário” de Werner Herzog que passará no É Tudo Verdade, do qual gosto (sou o único dentro da Contracampo, aliás) e sobre o qual escrevi a crítica. No Festival do Rio, foi exibido como Além do Azul. Na Mostra SP, acabou rebatizado como Além do Azul Selvagem, que continua como meu favorito – até porque, para mim, tem mais a ver com o trabalho do Werner Herzog. [...Continua...]

Feb 272006
 

Fata Morgana (Fata Morgana, Werner Herzog, Alemanha, 79 min, 1970) Fata morgana quer dizer miragem, explica o próprio cineasta. Realidade e fantasia se misturam, fundando uma nova realidade a partir de uma atribulada viagem pela África. O Grande Êxtase do Entalhador Steiner (The Great Ecstasy of Woodcarver Steiner, Werner Herzog, Alemanha, 47 min, 1974) Um retrato do campeão mundial e recordista de saltos de esqui, Walter Steiner. Um herói legitimamente herzoguiano: obcecado, solitário, sempre desafiando [...Continua...]

Feb 252006
 

Os títulos selecionados para a Competição Internacional são (dos diretores abaixo, conheço apenas Yoav Shamir, que fez o muito bom Checkpoint): Amigo (L’Ami, Sara Rastegar, França, 65 min, 2005) mostra o encontro de um velho pastor que vive sozinho nas montanhas da região central do Irã com uma jovem iraniana que vive na França. Finalista na disputa do Oscar deste ano, Briga de Rua (Street Fight, Marshall Curry, Estados Unidos, 83 min, 2005) acompanha a [...Continua...]

Feb 102006
 

Amanhã, sábado, às 16h, na Cinemateca do MAM, será exibido O Homem de Aran, de Robert J. Flaherty. Dizer que é um dos filmes mais importantes já feitos é chover no molhado. Mas como ainda não o vi (o que farei amanhã, espero, com a sala lotada – sonho, hein?), repito a frase: é um dos filmes mais importantes já feitos. Related Images: