Sep 012006
 

Depois de ter ressuscitado a enquete retórica, agora chega a vez dos fillmes do mês! Como podem ver, mergulhei de cabeça no cinema soviético dos anos 20 (e 30 também, mas não da fase do realismo socialista). Ainda faltam alguns, aos quais assisto nos próximos dias – A Mãe, Tempestade sobre a Ásia, Arsenal, Zvenivora, Outubro, A Linha Geral, etc. Vamos a eles: 1. Câmera Olho, 1924, de Dziga Vertov 2. Três Cânticos para Lênin, [...Continua...]

Aug 102006
 
O Olho Cinematográfico

Esta foi a tese do russo Dziga Vertov: fazer filmes de viagens que nos transportassem não a distâncias desconhecidas, mas à proximidade desconhecida. Ilustrar cenas da nossa vida cotidiana, com a máquina de filmar, com o “olho cinematográfico”. As mais pequenas cenas se tornam importantes porque, colhidas na continuidade da vida e isoladas, concentram toda a nossa atenção. Tornam-se exemplares. Pars pro toto. Assim é a vida. Um rapaz brinca, dois namorados beijam-se, um chauffeur [...Continua...]

Jul 022006
 

O programa de pós-graduação em comunicação da UFF convida para a conferência ilustrada O Documentário Soviético: Reavaliando Vertov, com Irina Sandormiskaja, professora doutora do Center for Baltic and East European Studies da Universidade de Sodërtörn, Suécia. Segunda-feira, 3 de julho, 14 horas. Auditório da pós-graduação, rua Tiradentes 148, Ingá, Niterói. Eu não deveria estar divulgando o evento, acredito, afinal ele é interno à UFF. Mas, diabos, aquela faculdade não cansa de me sacanear, por que [...Continua...]

Jun 242006
 

Filmes das décadas de 20 e 30, disponíveis para baixar: – Walter Ruttman: Berlin, Sinfonia de Uma Cidade e os raríssimos Opus 1, 2 e 3, trabalhos experimentais com a luz e com a cor. – Lazlo Moholy-Nagy: Lichtspiel Schwartz Weiss Grau (outro achado). – Jean Epstein: A Queda da Casa de Usher, Couer Fidele, La Glace a Trois Face, Le Tempestaire (1947). – Dziga Vertov: O Homem com a Câmera, Entuziazm, Kino-Glaz, Três Cânticos [...Continua...]