May 022007
 
Minha Amada Imortal

Good morning, on July 7 Though still in bed, my thoughts go out to you, my Immortal Beloved, now and then joyfully, then sadly, waiting to learn whether or not fate will hear us – I can live only wholly with you or not at all – Yes, I am resolved to wander so long away from you until I can fly to your arms and say that I am really at home with you, [...Continua...]

May 012007
 

Acabei de ver o documentário que baixei no e-mule sobre Quatro Diabos, filme perdido de F.W. Murnau. História que dá raiva. Quatro Diabos foi a segunda produção de Murnau nos EUA. Mas, ao contrário de Aurora, sua autonomia esteve restrita à filmagem: tão logo terminaram as sessões de teste, a Fox se encarregou de meter a tesoura para mutilar o pobre coitado do filme. A Fox deu carta-branca para Murnau em Aurora. Ele podia gastar [...Continua...]

Jun 242006
 

Filmes das décadas de 20 e 30, disponíveis para baixar: – Walter Ruttman: Berlin, Sinfonia de Uma Cidade e os raríssimos Opus 1, 2 e 3, trabalhos experimentais com a luz e com a cor. – Lazlo Moholy-Nagy: Lichtspiel Schwartz Weiss Grau (outro achado). – Jean Epstein: A Queda da Casa de Usher, Couer Fidele, La Glace a Trois Face, Le Tempestaire (1947). – Dziga Vertov: O Homem com a Câmera, Entuziazm, Kino-Glaz, Três Cânticos [...Continua...]

Mar 122006
 

Em As Damas do Bois de Boulogne (ao qual convidei uma penca de gente, por motivos profissionais – o filme me interessa muito, e ao qual infelizmente poucos puderem comparecer), Robert Bresson se utiliza de um procedimento simplérrimo para diferenciar Agnès, o “cordeiro” da vez, dos demais personagens corruptos que a cercam: as roupas. Todos os personagens, sobretudo Hèléne – que paira como uma espécie de Mefistófeles (aliás, em O Processo de Joana D´Arc esta [...Continua...]

Jan 282006
 

Já escrevi sobre Phantom, de F.W. Murnau. Fantasma, no filme, refere-se à mulher pela qual ele se apaixona. Uma visão, uma aparição que o atormenta. Mas, para mim, o fantasma é ele. Que não é amado. Qual o sentido de viver se não se é amado? PS: poupando posts, amanhã, 19h, no CCBB, Menina de Ouro. Preciso ver a maldita exposição sobre a América pré-colombiana que está lá há séculos – ou seja, talvez, depois [...Continua...]