Mar 162009
 
Fritzl e Hauser

O Enigma de Kaspar Hauser, 1974, de Werner Herzog O Enigma de Kaspar Hauser, de Werner Herzog. Começou hoje o julgamento de Josef Fritzl, na cidade de Sankt Poelten, Áustria. Ele se declarou culpado de incesto, sequestro e estupro – mas inocente das acusações de assassinato e de escravidão. Para relembrar o caso: ano passado, Josef Fritzl foi preso, depois de manter a filha – bem como três com sete filhos que teve com ela [...Continua...]

Jan 312009
 

Talvez não consiga escrever sobre No Meu Lugar oara a Moviola. Só quando voltar para o RJ. Mas já deixo a opinião: Ruim. Se passei a vida inteira atacando filmes que maltratam os personagens, que os fazem sofrer, que comparam vítimas a assassinos, que adotam a estética Iñarruti, não será hoje que mudarei. Sou voz isolada na crítica aqui de Tiradentes, que amou No Meu Lugar. O que só me reconforta. Related Images:

May 272008
 

O júri, presidido por Sean Penn, anunciou ontem os vencedores da 61a. edição do Festival de Cannes. Deu a lógica: Palma de Ouro para Entre les Murs, de Laurent Cantet. Sandra Corveloni recebeu o prêmio de melhor atriz por Linha de Passe, de Walter Salles e Daniela Thomas. Parabéns! Apenas o quinto brasileiro a triunfar na competição oficial de Cannes – ela se une a Lima Barreto (melhor filme de aventuras por O Cangaceiro), Anselmo [...Continua...]

May 252008
 

Posto antes que Sean Penn e companhia anunciem os vencedores da 61a. edição do Festival de Cannes. Não estou lá, não vi os filmes, mas acompanho à distância, leio o que acontece, e tenho meus palpites. Quem leva? Entre lers Murs, de Laurent Cantet. Há, claro, uma politização forte no júri, devido à presença não apenas de Sean Penn, como também de Natalie Portman. Por outro lado, Hou Hsiao-Hsien e Apichatpong Weerasethakul nos garantem que [...Continua...]

May 252008
 

Saíram as premiações da crítica, do júri ecumênico e da mostra Un Certain Regard, em Cannes. Que foram surpreendentes, aliás: FRIPESCI: – Competição: Delta, de Kornel Mundruczó. – Un Certain Regard: Hunger, Steve McQueen. – Mostras Paralelas: Eldorado, de Bouli Lanners (exibido na Quinzena dos Realizadores). OCIC Award: – Prêmio ecumênico: Adoration, de Atom Egoyan. Un Certain Regard: – Melhor filme: Tulpan, Sergey Dvortsevoy. – Prêmio do júri: Tokyo Sonata, de Kiyoshi Kurosawa. – KnockOut [...Continua...]