Jun 092010
 
Mahler 150 Anos

Falta menos de um mês para o sesquicentenário de Gustav Mahler, que nasceu em 7 de julho de 1860, em Kaliste, Boêmia, no Império Austro-Húngaro (hoje, República Tcheca). Como faleceu em 18 de maio de 1911 (em 2011 será o centenário de sua morte), teremos dois anos Mahler pela frente. No Theatro Municipal, a Petrobrás Sinfônica e Isaac Karabitchevsky iniciam os trabalhos em 17 de junho, com a Sinfonia no. 5. Em Los Olvidados, postarei [...Continua...]

Jul 072007
 

Comemoram-se hoje os 147 anos de Gustav Mahler (nasceu na Boêmia, então parte do Império Austro-Húngaro, em 7 de julho de 1860). Posto abaixo, completa, a Sinfonia no. 6 em Lá Menor, “Trágica”, pela Rudfunk-Sinfonieorchester Saarbrücken, sob a regência de Hans Zender. Minha música favorita. O texto foi extraído do livro “Mahler”, de Michael Kennedy. Com a Sexta Sinfonia em lá menor, Mahler deu outro e versátil passo em seu desenvolvimento como músico. É uma [...Continua...]

Aug 152006
 

Infelizmente, Fernando, os ingressos para sábado no Municipal acabaram numa velocidade espantosa, mais rápida que de água em cano de pobre – antes que eu conseguisse comprá-lo. Mas para tudo há solução: Sempre preocupados com a cultura brasileira, o jornal O Globo e a Petrobras se unem, pela primeira vez, para apresentar o Projeto Aquarius 2006. O evento, marcado para a noite de 20 de agosto, inovará ao trazer para o Rio de Janeiro, a [...Continua...]

Jul 122006
 
Bolwieser

Bolwieser, 1977, de Rainer Werner Fassbinder A essa altura, é desnecessário falar de sobreenquadramento em Fassbinder. Planos registrados através de espelhos, vidros, cortinas, portas, janelas, plantas, cercas, grades ou qualquer objeto que se coloque entre a câmera e os acontecimentos que ela filma. Asfixia total, duplicidade, ambigüidade, teias e mais teias de reflexos infinitos que se perdem, imagens que correm uma atrás da outra como o cão atrás do próprio rabo. Quero me prender sobre [...Continua...]

Jul 072006
 
Gustav Mahler (7 de julho de 1860 - 18 de maio de 1911)

Mahler morreu no auge de seus poderes criativos. Como teria sido sua Décima Primeira Sinfonia? Teria ele avançado ainda mais no caminho que seus seguidores iriam adotar? É inútil espcular, evidentemente, sobretudo quando se receia pensar no efeito que teria sobre um homem de tamanha sensibilidade a carnificina da Primeira Guerra Mundial. Mas não deixa de ser fantástico pensar que, se ele tivesse podido celebrar seu 80o. aniversário em 1940, teria ouvido as grandes obras [...Continua...]

May 062006
 
Sinfonia no. 4, em Sol Maior, de Gustav Mahler

Em algum segundo, a partir do terceiro movimento, meu coração parou de bater. De emoção. Não sei em qual segundo exatamente, não percebi. Como também não notei quando a sinfonia acabou. Precisei ouvir as palmas da platéia para recobrar os sentidos. Estava em transe. Apenas Mahler consegue um efeito tão devastador sobre as almas. É preciso viver Mahler na sala de concerto. Infelizmente, apenas A Sala São Paulo, sede da OSESP, e o Theatro Municipal [...Continua...]

Apr 262006
 

05 de maio, sexta-feira, 19h Abertura “As Bodas de Fígaro”, k.492, de Wolfgang Amadeus Mozart Chio’ mi scordi di te, k.505, de Wolfgang Amadeus Mozart Sinfonia no.4 em Sol Maior, de Gustav Mahler 06 de maio, sábado, 20h Idomeneo, Rei de Creta, de Wolfgang Amadeus Mozart Ingressos devidamente comprados ontem. Related Images:

Apr 022006
 
Foto da Semana - Morte em Veneza

A foto da semana é de Morte em Veneza (Morte a Venezia / Death in Venice, 1971, de Luchino Visconti). O texto abaixo é pequeno trecho de e-mail que enviei ontem – sim, mando e-mails estranhos assim – e que, portanto, possui tom mais direto que o empregado normalmente nas críticas que coloco no blogue: É bom lembrar que Luchino Visconti usa o Adagietto da Sinfonia no.5 em Dó Sustenido Menor, de Mahler, em Morte [...Continua...]