Jul 132009
 
Renoir e Clair no Cinemaison

Pausa no Anima Mundi, hoje, para sessão imperdível no Cinemaison – que já aconteceu no Festival de Ouro Preto. Às 18h, passam Sur Un Air de Charleston (1927) e La Petite Marchande D’allumettes (1928), ambos de Jean Renoir, e Entr’acte (1924), de René Clair. Detalhe: com música ao vivo do grupo Double Cadence!, a la “cinema mudo”. Ainda não vi La Petite Marchande D’allumettes e Sur Un Air de Charleston, que traz Catherine Hessling, na [...Continua...]

Jul 172006
 

Eu ia postar ontem, mas realmente apaguei ao chegar em casa. Se ainda der tempo, e lembrando: hoje, 18h e 20h, respectivamente, 14 Juillet, de René Clair, e A Marselhesa, de Jean Renoir, na Maison de France, comemorando mais um aniversário da liberdade, da igualdade e da fraternidade. E tenho o convite válido para duas pessoas. Chega lá e dá um berro… Related Images:

Jul 112006
 
Proposta Decente

Para avisar que tenho convite válido para duas pessoas para o próximo Cinemaison. Ele só funciona, a bem da verdade, para quem não possui a carteira de sócio e não tem a menor vontade de fazer uma. Assim, se quiser assistir às sessões no dia 17 de julho, é só parler avec moi. Às 18h, 14 Julliet, de René Clair. Às 20h, A Marselhesa, de Jean Renoir. Não vi 14 Julliet, mas pela data (1932), [...Continua...]

Jun 242006
 

Filmes das décadas de 20 e 30, disponíveis para baixar: – Walter Ruttman: Berlin, Sinfonia de Uma Cidade e os raríssimos Opus 1, 2 e 3, trabalhos experimentais com a luz e com a cor. – Lazlo Moholy-Nagy: Lichtspiel Schwartz Weiss Grau (outro achado). – Jean Epstein: A Queda da Casa de Usher, Couer Fidele, La Glace a Trois Face, Le Tempestaire (1947). – Dziga Vertov: O Homem com a Câmera, Entuziazm, Kino-Glaz, Três Cânticos [...Continua...]

Apr 262006
 

Quem avisa amigo é: Hoje, quarta-feira, às 17h, na Cinemateca do MAM, será reapresentado A Música de Guion, de Kenji Mizoguchi. É obra-prima (como qualquer Mizoguchi, by the way), e a cópia está novíssima. Última exibição no Brasil – depois, ela retorna para o Japão. Ou seja, quem não comparecer por qualquer motivo que não seja morte na família pode colocar orelhas de burro ao sair de casa pelos próximos meses. PS : aproveita-se e, [...Continua...]

Apr 092006
 

Acabei de rever, na bela cópia que baixei da internet. É como se um trator passasse por cima de você. Sem dúvida, o melhor Renoir dos que vi. Sem dúvida, um dos melhores filmes que conheço. E, vejam bem, em CD-R (cópia digital, tirada de DVD), perde-se quase tudo das nunaces de luz que só se percebe no filme quando projetado. Ainda assim, obra-prima absoluta. Related Images:

Mar 192006
 

Hanriette e a mãe estã deitadas na relva. Close-up dos rostos em plongée. De repente, como se o sol saísse por detrás de nuvens, eles se iluminam. As mulheres sorriem. A foto da semana é de Divertimento Campestre (Une Partie de Campagne, 1936, de Jean Renoir). Filme moderníssimo, embora feito há exatos 70 anos. Por que? Divertimento Campestre, basicamente, é sobre como a luz – do campo, onde a família burguesa parisiense de Henriette foi [...Continua...]

Mar 182006
 

Hoje, Cinemateca do MAM, 16h, Divertimento Campestre, de Jean Renoir. Também no MAM, às 18h, Ensaio de Orquestra, de Fellini. No Odeon, 17h20, 19h20 e 21h30, respectivamente: Mulher de Verdade (Cavalcanti), Crepúsculo dos Deuses (Wilder) e pré-estréia de O Plano Perfeito, de Spike Lee. O filme do Spike Lee também tem pré-estréia no São Luiz, às 21h. Related Images:

Mar 032006
 

Dia espartano no CCBB. 12h45, Destinos Sentimentais. 16h, folga (Bully não é para ver). 18h, Passagem Azul, de que andam falando muito bem. 20h, Taurus, e um bem possível cochilo no meio da sessão. Agora, sobre a Cinemateca do MAM. Programaram uma mostra sobre o cinema francês antes da nouvelle vague. Beleza. Belos filmes, como Os Visitantes da Noite, Por Ternura Também Se Mata (René Clair, mesmo horário de O Nascimento de Uma Nação! – [...Continua...]