Jun 252007
 
Post de Emergência

Sofri grave acidente durante a madrugada: parte da minha estante despencou, CDs e DVDs voaram pelos ares, caneca (cheia) de coca-cola virou sobre mim. Como tive que arrumar e secar o quarto, tomar banho, além de outras providências, não consegui preparar texto algum… Desse modo, concordo com o Filipe, em gênero, número e grau, quando diz – “A única afirmação objetiva em que acredito: não há cineasta maior do que John Ford. Não há prova [...Continua...]

Feb 022007
 
The Rising of the Moon

The Rising of the Moon, 1957, de John Ford Filme atípico de John Ford: são três episódios, baseados em clássicos da literatura irlandesa, apresentados por Tyrone Power (descendente de irlandeses), rodados inteiramente em locação na Irlanda e com atores desconhecidos e, claro, também irlandeses. A primeira história, The Majesty of the Law, mostra o comissário de polícia local, de início, andando por belas paisagens, naturais ou históricas – castelos em ruínas. Ele deve cumprir seu [...Continua...]

Jan 102007
 

A foto da semana é de A Mocidade de Lincoln (Young Mr. Lincoln, 1939), de John Ford. O desafio de escrever sobre O Melhor. Mas por partes. Muitas, inclusive. Eu começaria já neste post, mas não consegui capturar as imagens que precisava. Espero que amanhã o BSPlayer esteja mais camarada comigo, uma vez que os frames ajudarão bastante para que se compreenda devidamente a obra-prima máxima do cinema fordiano. E do cinema em geral também. [...Continua...]

Dec 262006
 
Os Três Enterros de O Cavalo de Ferro

Não cheguei a contar, mas acredito que haja três ou quatro enterros em O Cavalo de Ferro (The Iron Horse, 1924) que, embora não seja a primeira obra-prima de John Ford, é o primeiro filme verdadeiramente famoso do cineasta, com o qual ele definiu o paradigma do western americano. O cavalo de ferro, a locomotiva: o transporte ferroviário que unifica os EUA de Leste a Oeste, do Atlântico ao Pacífico. Símbolo da revolução industrial e [...Continua...]

Dec 252006
 

As histórias sobre John Ford são tão boas quanto seus filmes. Uma, contada por Glauber Rocha em um de seus livros, deixo para depois, até porque é meio longa. Envolve, além de Ford, Fritz Lang e Renoir… Essa é rápida e rasteira: a atriz Carroll Baker disse certa vez a Ford que ele deveria fazer um filme como Ingmar Bergman. No dia seguinte, ao encontrar Baker no set, ele disparou: – Já sei quem é [...Continua...]

Dec 252006
 

Final de ano chegando, vou me dedicar ao que mais amo no cinema: JOHN FORD. Porque ele é o maior. Sem contar os que tenho em DVD (O Homem que Matou o Fascínora, Marcha de Heróis, Rio Grande, Rastros de Ódio) e em VHS (No Tempo das Diligências, Forte Apache, A Longa Viagem de Volta), baixei algumas preciosidades pelo e-mule. Caravana dos Bravos, Paixão dos Fortes (versão mais longa, embora não seja a do diretor), [...Continua...]

Aug 062006
 

Saiu no blogue do Moacy, o Balaio Vermelho: O carioca Peerre [Paulo Ricardo, do blogue Los Olvidados] é um dos mais originais e talentosos entre os novos críticos cinematográficos do país. Admirador incondicional de John Ford, e grande entusiasta das obras de Murnau, Renoir e Keaton, Rohmer, Demy e Welles, entre vários outros, é capaz de provocar terremotos críticos em simples comentários. Como este, aqui mesmo no Balaio, em relação ao primeiro lugar (Cidadão Kane) [...Continua...]

Aug 022006
 
Oh! Quantas Vezes, Oh! Quantas Vezes...

Scena Seconda (Gabinetto negli appartamenti di Giulietta) Recitativo GIULIETTA Eccomi in lieta vesta… Eccomi adorna… come vittima all’ara Oh! almen potessi qual vittima cader dell’ara al piede! O nuziali tede, aborrite cosi, cosi fatali, siate, ah! siate per me faci ferali. Ardo… una vampa, un foco tutta mi strugge. (Si affaccia alla finestra, e ritorna.) Un refrigerio ai venti io chiedo invano Ove sei tu, Romeo? in qual terra t’aggiri? Dove, dove, inviarti, dove i [...Continua...]

Jun 212006
 
John Ford, John Ford e John Ford

Para provar que é possível listar os 20 melhores só com John Ford: 1. A Mocidade de Lincoln, 1939 2. O Homem que Matou o Fascínora, 1962 3. Rastros de Ódio, 1956 4. Paixão de Uma Vida, 1955 5. Paixão dos Fortes, 1946 6. Sete Mulheres, 1966 7. Fomos os Sacrificados, 1945 8. Forte Apache, 1948 9. Marcha de Heróis, 1959 10. Como Era Verde o Meu Vale, 1941 11. O Fugitivo, 1947 12. Depois [...Continua...]

Jun 062006
 
Vendo Meu Corpo Para Ter

Se não der no aniversário (com trocadilho, por favor), vale no natal também: Box Set Includes: The Lost Patrol (full screen, 1.33) The Informer (full screen, 1.33) New Featurette: “The Informer: Out of the Fog” Theatrical Trailer Mary of Scotland (full screen, 1.33) Sergeant Rutledge (letterboxed) Theatrical Trailer Cheyenne Autumn (letterboxed) New digital transfer from restored roadshow length picture and audio elements Vintage featurette “Autumn Trail” Commentary by Ford biographer Joseph McBride Theatrical Trailer Nunca [...Continua...]