Feb 262008
 
O Prazer

Bertolucci sobre O Prazer, de Max Ophüls. Curioso extra do DVD de O Prazer. Bernardo Bertolucci comenta sobre sua reação ao assistir ao filme de Max Ophüls – na verdade, teve de vê-lo três vezes, já que ao término de cada episódio estava tão enlouquecido que não conseguia continuar. A entrevista está em italiano, mas forçando um pouco os ouvidos, dá para entender. Compreendo a reação de Bertolucci perfeitamente. Não assisti ao filme em etapas, [...Continua...]

Feb 072008
 

Se você pensou “ele vai aproveitar a mostra Jacques Demy para escrever APENAS sobre o cara durante a semana?” – saiba que a resposta é sim. ATUALIZAÇÃO IMPORTANTÍSSIMA: Segundo Eduardo Valente, Lola e Os Guarda-Chuvas do Amor estão em película!!!! Acredito que Pele de Asno também. Resta saber A Baía dos Anjos e Duas Garotas Românticas. Se Duas Garotas Românticas estiver.. Ele está na minha lista dos filmes que tenho que assistir em 35mm antes [...Continua...]

Feb 072008
 
Jacques Demy no CCBB

O amadíssimo Jacques Demy, eterno favorito deste que escreve, ganha mini-retrospectiva picareta no CCBB. São cinco filmes – Lola, A Baía dos Anjos, Os Guarda-Chuvas do Amor, Duas Garotas Românticas e Pele de Asno -, todos em DVD. De uns tempos para cá, terminaram as mostras em película. Sempre em DVDs – no máximo, cópias em 35mm disponíveis no MAM ou na Cinemateca Brasileira. Exemplo crasso: o recente (e estranho) duo Carl Dreyer e Lars [...Continua...]

Jun 302006
 

Sexta-feira: 18h30 – Martha 20h30 – Lola Domingo: 18h30 – O Casamento de Maria Brawn 20h50 – Lili Marlene Óbvio que é imperdível. Preciso checar a programação de julho, mas se o Odeon passar todos os Fassbinder que o Goethe Institut possui… Mais de 40! Será que rola Berlin Alexarderplatz? Related Images:

May 062006
 

6 de maio de 1902: nasce Max Oppenheimer, em Saarbrücken, Alemanha. Quando jovem, interessa-se pelo teatro, em atuar. Descobre, porém, tino para direção. Ainda nos anos 20, volta-se para o cinema, e adota o nome de Max Ophüls. Ophüls, na verdade, era o sobrenome de uma família nobre. Comum entre cineastas este “empréstimo” – só pegar os dois pseudo vons, Erich Von Strohein e Josef Von Sternberg, que obviamente jamais possuíram raízes na nobreza germânica. [...Continua...]

Mar 282006
 

Íris abre para plano geral da cidade litorânea. De um lado, a praia; de outro, a estrada, com as casas e os prédios margeando. Janela 2.35:1, filme preto e branco. Grua. A câmera (de Raoul Coutard) desce, acompahando o carro conversível que chega pela estrada, até ele ocupar lateralmente toda a extensão do quadro. O carro, conversível, é claro. O homem que o dirige também se veste com roupas claras, combinando com a areia da [...Continua...]