Sep 052009
 
Two Lovers

“Peço-lhe perdão”, escrevia Nastenka. “Suplico-lhe de joelhos que me perdoe. Enganei-o e enganei-me a mim própria. Era um sonho, um fantasma… Hoje sofri por si mil mortes. Perdão! Peço-lhe perdão!… “Não me censure, pois não mudei fosse o que fosse quanto a si. Disse-lhe que o amaria e continuo a amá-lo, faço mais do que amá-lo. Meus Deus, se pudesse amar-vos a ambos ao mesmo tempo! Se o senhor fosse ele! Se ele fosse o [...Continua...]

Apr 262008
 
Walter Salles a 300 km/h

Em O Prazer, de Max Ophüls, Simone Simon diz mais ou menos o seguinte: “A vida é assim mesmo. Ricos comem salmão, pobrem comem sardinha!”. Ironicamente, rico nasce filho de banqueiro e pobre, filho de bancário. Walter Salles se encaixa na primeira categoria, como herdeiro do Unibanco. Walter Salles e Ricardo Rosset venceram a etapa da GT3 Brasil disputada em Curitiba. Eles pilotaram um Ford GT que, produzido entre 2003 e 2006, custa em média [...Continua...]

Feb 262008
 
O Prazer

Bertolucci sobre O Prazer, de Max Ophüls. Curioso extra do DVD de O Prazer. Bernardo Bertolucci comenta sobre sua reação ao assistir ao filme de Max Ophüls – na verdade, teve de vê-lo três vezes, já que ao término de cada episódio estava tão enlouquecido que não conseguia continuar. A entrevista está em italiano, mas forçando um pouco os ouvidos, dá para entender. Compreendo a reação de Bertolucci perfeitamente. Não assisti ao filme em etapas, [...Continua...]

Oct 172007
 

Poeminha que James Mason (que protagonizou The Reckless Moment e Caught) escreveu sobre Max Ophüls: “A shot that does not call for tracks Is agony for poor old Max, Who, separated from his dolly, Is wrapped in deepest melancholy. Once, when they took away his crane, I thought he’d never smile again.” Assisti a todos os filmes de Ophüls disponíveis – menos La Tendre Ennemie, porque está em francês sem legendas -, e meus favoritos [...Continua...]

May 222007
 
As Duas Faces da Felicidade

- Tu ne le salues pas? – Il ne m’a pas pardonné mon intervention. Il a eu tort. Il a trouvé l’amour, la gloire, la fortune. Est-ce que ce ne n’est pas le bonheur? – Tout de même, tu m’avoueras que tout cela est bien triste. – Mais, mon cher, le bonheur n’est pas gai. Foto e diálogo: Le Plaisir (episódio Le Modèle), de Max Ophüls, adaptado de três contos de Guy de Maupassant. Related [...Continua...]

Dec 292006
 
Vesti la Giubba

No original, em italiano: Recitar! Mentre presso dal delirio non so più quel che dico e quel che faccio! Eppur è d’uopo… sforzati! Bah! sei tu forse un uom? Tu se’ Pagliaccio! Vesti la giubba e la faccia infarina. La gente paga e rider vuole qua. E se Arlecchin t’invola Colombina, ridi, Pagliaccio… e ognun applaudirà! Tramuta in lazzi lo spasmo ed il pianto; in una smorfia il singhiozzo e’l dolor… Ridi, Pagliaccio, sul tuo [...Continua...]

May 062006
 

6 de maio de 1902: nasce Max Oppenheimer, em Saarbrücken, Alemanha. Quando jovem, interessa-se pelo teatro, em atuar. Descobre, porém, tino para direção. Ainda nos anos 20, volta-se para o cinema, e adota o nome de Max Ophüls. Ophüls, na verdade, era o sobrenome de uma família nobre. Comum entre cineastas este “empréstimo” – só pegar os dois pseudo vons, Erich Von Strohein e Josef Von Sternberg, que obviamente jamais possuíram raízes na nobreza germânica. [...Continua...]

Mar 282006
 

Íris abre para plano geral da cidade litorânea. De um lado, a praia; de outro, a estrada, com as casas e os prédios margeando. Janela 2.35:1, filme preto e branco. Grua. A câmera (de Raoul Coutard) desce, acompahando o carro conversível que chega pela estrada, até ele ocupar lateralmente toda a extensão do quadro. O carro, conversível, é claro. O homem que o dirige também se veste com roupas claras, combinando com a areia da [...Continua...]

Jan 202006
 

Aliás, percebi que este foi apenas o segundo post sobre Max Ophüls em 2 anos e 3 meses de Los Olvidados (e no ano de vida do blog antigo, nada, nada). Meu outro cineasta favorito, Jacques Demy, só uma crítica, para A Baía dos Anjos. Excesso de respeito? Adoração que cega? Bom, de qualquer forma, estou revendo os filmes do Ophüls que tenho aqui. Hoje é a vez de Le Plaisir. Related Images: