Sep 142006
 
Shohei Imamura

O FÍGADO DE HIROSHIMA: Imamura, a bomba atômica e a Segunda Guerra. – Black Rain, a Coragem de Uma Raça, 1989 – Dr. Akagi, 1998 – 11 de Setembro, segmento “Japão”, 2002 A edição inteira da revista está ótima, leiam (além do cineasta japonês, Nam June Paik também está na pauta). E, para completar meu texto sobre os filmes do Imamura, o poema A Rosa de Hiroshima, de Vinícius de Moraes: Pensem nas crianças Mudas [...Continua...]

Sep 122006
 

Como o Festival do Rio começa nesta quinta-feira (as cabines, no caso), e possivelmente não terei mais tempo de ver nada do circuito – tentarei A Dama na Água amanhã -, coloco já os filmes que vi até agora durante o mês: 1. Oh, Estações! Oh, Castelos!, 1957, de Agnès Varda 2. A Ópera-Mouffe, 1958, de Agnès Varda 3. Do Lado da Riviera, 1958, de Agnès Varda 4. Tio Yanco, 1967, de Agnès Varda 5. [...Continua...]

Sep 062006
 

Costumo falar que, depois que inventaram o filme a cores – e depois que ele se tornou economicamente viável, claro -, acho um tanto de frescura ainda rodarem obras em preto e branco. Bom, a questão é ter motivos estéticos, seja para filmar em preto e branco ou a cores. Black Rain, de Shoei Imamura, termina com o voice over do narrador, o tio, dizendo que, se surgir um arco-íris de cinco cores no horizonte, [...Continua...]

Sep 012006
 

Depois de ter ressuscitado a enquete retórica, agora chega a vez dos fillmes do mês! Como podem ver, mergulhei de cabeça no cinema soviético dos anos 20 (e 30 também, mas não da fase do realismo socialista). Ainda faltam alguns, aos quais assisto nos próximos dias – A Mãe, Tempestade sobre a Ásia, Arsenal, Zvenivora, Outubro, A Linha Geral, etc. Vamos a eles: 1. Câmera Olho, 1924, de Dziga Vertov 2. Três Cânticos para Lênin, [...Continua...]

Aug 062006
 
6 de Agosto de 1945

Há 61 anos, os EUA lançaram a primeira bomba atômica sobre a cidade de Hiroshima, no Japão. Três dias depois, foi a vez de Nagasaki também ser destruída. Até hoje, cerca de 250.000 vítimas de Hiroshima já morreram. E o que aprendemos? Nada. Israel destrói o Líbano, e o Hezbollah atira mísseis e foguetes contra civis israelenses. A Faixa de Gaza permanece uma bomba-relógio. Coréia do Norte, Irã, Paquistão e Índia não desistem de seus [...Continua...]

Jun 042006
 
E-Mule

O burrinho do e-mule é muito fofo, e não resisti à tentação de colocá-lo aí em cima. Infelizmente, como tive que formatar meu HD pela enésima vez – não foi vírus, e sim o ventilador interno que queimou (odeio computadores, se não precisasse os quebraria com uma marreta) – perdi inúmeros filmes que estava baixando. Também perdi todos meus arquivos com os filmes já baixados, que estou recuperando manualmente (ou seja, preciso checar CD por [...Continua...]

May 312006
 
Luto - Shohei Imamura (1926 - 2006)

Faleceu, de câncer, o diretor Shohei Imamura, aos 79 anos. Perda lastimável, de um dos maiores nomes do cinema moderno. Odeio dar esse tipo de notícia. Shohei Imamura começou como assistente de direção de Yasujiro Ozu em Também Fomos Felizes (1951), O Sabor do Chá Verde Sobre o Arroz (1952) e Era Uma Vez em Tóquio (1953). Junto com Ozu e Mizoguchi, aliás, Imamura fazia parte da trinca de meus japoneses favoritos. A verdadeira santíssima [...Continua...]

Apr 282006
 

Domingo, todos ao Odeon: 20h30, Passion, de Jean-Luc Godard. Na janela certa. É um dos filmes mais belos que o cinema já produziu. Das maiores obras-primas de Godard (mesmo, lá em cima). E antes, ainda passa Valmont, de Milos Forman. Injustiçadíssimo Valmont, que ficou à sombra de Ligações Perigosas, de Stephen Frears, lançado no ano anterior. Chance de descobrir (ou de reafirmar, para aqueles que já sabem) que a versão de Forman e Jean-Clauce Carriére [...Continua...]