Mar 312006
 
Cotações Werner Herzog

Calma, vai ter pauta com os documentários de Werner Herzog na Contracampo. Prometo, de minha lavra, pelo menos dois textos. Agora, com todos vistos (vários reprisam no domingo, ver alguns posts abaixo), vamos pelo menos às cotações: 1. Lições da Escuridão, 1992 2. Sinos do Abismo, 1993 3. O Diamante Branco, 2004 4. Fata Morgana, 1970 5. O Pequeno Dieter Precisa Voar, 1997 6. Além do Infinito Azul, 2005 7. Marianne Cai na Selva, 1997 [...Continua...]

Mar 302006
 

É Tudo Verdade acabando. Algumas dicas: Hoje, quinta-feira, 13h, no CCBB: Cinco Dias, de Yoav Shamir. Ano passado, ele trouxe o muito bom Checkpoint. Vale dar uma conferida neste novo trabalho. Depois, 15h30, Odeon, último Herzog: O Diamante Branco. Eduardo Valente gosta bastante (na verdade, domingo o CCBB reprisa Fata Morgana, O Grande Êxtase do Entalhador Steiner, O Pequeno Dieter Precisa Voar e Além do Infinito Azul, enquanto o Memorial Getúlio Vargas ataca de O [...Continua...]

Mar 292006
 

Pensem em Fata Morgana (aqueles que o assistiram, claro) elevado à enésima potência. O resultado é Lições da Escuridão, mais belo e perturbador dos documentários de Werner Herzog vistos até agora. “Oficialmente”, Herzog filma a destruição causada pela primeira Guerra do Golfo e os combates aos incêndios nos campos de petróleo. Material, claro, para mais uma de suas parábolas para a ação predatória do homem, sobre a loucura que se abate sobre todos nós e [...Continua...]

Mar 232006
 
Além do Infinito Azul

Além do Infinito Azul, 2005, de Werner Herzog A crítica acima foi escrita para a Mostra SP. Feita durante uma madrugada vadia, completamente deprimido, num laptop que podia travar a qualquer momento e com um frio dos diabos. Apesar dos pesares, ficou surpreendentemente boa. Ela deveria ter saído ainda durante o Festival do RJ, junto com a de O Homem-Urso. Mas O Homem-Urso não passou, e Além do Infinito Azul acabou arquivada. Não por muito [...Continua...]

Mar 232006
 

O grande atrativo, claro, é a retrospectiva com os documentários de Werner Herzog. Desde que acompanho mostras e festivais com proximidade e afinco (1999), é a primeira vez que a maioria dos filmes passa no RJ, com exceção de Além do Infinito Azul e Meu Melhor Inimigo. Sem contar, claro, a pré-estréia de O Homem Urso, eleito pela Cahiers du Cinema um dos dez melhores filmes de 2005. 25/mar Sábado 15h30 – Retrospectiva Internacional – [...Continua...]

Mar 222006
 

Interessante o que acontece com Wild Blue Yonder, “documentário” de Werner Herzog que passará no É Tudo Verdade, do qual gosto (sou o único dentro da Contracampo, aliás) e sobre o qual escrevi a crítica. No Festival do Rio, foi exibido como Além do Azul. Na Mostra SP, acabou rebatizado como Além do Azul Selvagem, que continua como meu favorito – até porque, para mim, tem mais a ver com o trabalho do Werner Herzog. [...Continua...]

Feb 272006
 

Fata Morgana (Fata Morgana, Werner Herzog, Alemanha, 79 min, 1970) Fata morgana quer dizer miragem, explica o próprio cineasta. Realidade e fantasia se misturam, fundando uma nova realidade a partir de uma atribulada viagem pela África. O Grande Êxtase do Entalhador Steiner (The Great Ecstasy of Woodcarver Steiner, Werner Herzog, Alemanha, 47 min, 1974) Um retrato do campeão mundial e recordista de saltos de esqui, Walter Steiner. Um herói legitimamente herzoguiano: obcecado, solitário, sempre desafiando [...Continua...]